segunda-feira, 17 de junho de 2013

Análise Vocal: Ana Paula Valadão

     Fundadora e vocalista principal de um dos maiores ministérios de louvor brasileiros (se não o maior) de todos os tempos, o Diante do Trono, Ana Paula Valadão é a analisada de hoje. Com seus agudos sempre presentes nas canções e ministrações, ela divide opiniões (em sua maioria, favoráveis). Vejamos essa tão conhecida voz mais a fundo.



Nome: Ana Paula Machado Valadão Bessa
Idade: 37 anos
Nascimento: 16/05/1976
Estado: Minas Gerais
Afiliações: Diante do Trono, André Valadão, Nívea Soares, Mariana Valadão, dentre outras.
Estilo: Música Cristã Contemporânea, Congregacional

Tipo de Voz: Soprano
Extensão Vocal: Eb3-Eb6 (Mi bemol 3 ao Mi bemol 6) - 3 oitavas


Ao vivo: Eb3-Eb6 (Mi bemol 3 ao Mi bemol 6) - 3 oitavas
Voz Plena: Eb3-Eb6 (Mi bemol 3 ao Mi bemol 6) - 3 oitavas
                - Voz de Peito/Mista: Eb3-A5
                - Voz de Cabeça: A5-Eb6 
Maior extensão usada: E3-F#5 - 2,2 oitavas (Da Vida O Amor)

Descrição: De início, Ana Paula não está entre os timbres que mais me agradam e sempre fui muito crítico com relação a ela, falando em termos vocais (no sentido ruim da palavra "crítico" mesmo). Aquela velha história de voz aguda demais, "miada" e enjoada, que soava como "chororô em muitas músicas nas quais ela ficava ministrando e, em muitas, literalmente, chorando. Porém, tive a oportunidade de me aprofundar num estudo sobre esta tão conhecida e polêmica voz.
   Os graves de Ana Paula, se tratando de um soprano, são até bons, firmes e bem controlados, embora não possuam brilho quando são abaixo do Fá sustenido 3 ou Sol 3, por aí, o que é normal para sua classificação vocal e não se caracteriza necessariamente como um fator negativo. Logicamente que em estúdio eles soam com qualidade bastante significativa, o que não ocorre ao vivo, em muitos casos. Entretanto, são bem audíveis em todas as situações. Vale destacar a interpretação dela de "Encontro das Águas", numa versão voz e violão, na qual ela emite um Mi bemol 3 (sua nota mais grave demonstrada), que é mais baixa que a da versão original desta canção e é muito boa.
    Dos agudos da Ana temos muito o que falar. Ao contrário do que muitos pensam ou dizem, Ana Paula não canta tudo seu em falsete, mas também não é voz de peito. Como assim? O que seria, então? Algumas notas dela são realmente falsete, outras voz de cabeça mal colocada e, a maioria, voz de cabeça e voz mista, que é o que ela usa em praticamente quase todas as  suas notas. Voz de peito para os agudos não é algo característico de um soprano de voz tão leve e ágil, como é o caso da Ana Paula (e não deveria ser para cantor nenhum). Sopranos com voz tão clara, geralmente tendem a ter facilidade e beleza nas notas em voz de cabeça, porém, Ana costuma utilizar a voz mista (peito e cabeça), na maioria das suas notas, principalmente a partir do Mi 5 (em algumas músicas, também abaixo dele) até o conhecido Sol sustenido 5 que ela fez num "Medley" do Diante do Trono 14. Aquele Lá 5 dela, ele sim podemos considerar "peito puro", até porque foi uma nota mais gritada que cantada, apesar de eu considerá-la musical e ter incluído a mesma no vídeo da  extensão vocal da Valadão.
     E pra quem acha a voz dela fraca, podemos ver que muitas de suas notas tem uma potência e peso bastante significativos. Creio que o que ocorre é que ela às vezes tende a perder um pouco desse fator no decorrer dos shows por cansaço, tendo em vista que sempre ministra, se empolga, grita ... o que não deveria fazer (rs), mas é tomada pela emoção (às vezes até demais).
    Algo que percebi a respeito dos agudos mais extremos dela é que soam de mais fácil emissão, potência e beleza ao serem emitidos como vocalizes e não, frases. Falo dos agudos em voz de cabeça, do final da quinta oitava entrando na sexta, como o Si 5 que ela emite em "O Espírito e a Noiva Dizem Vem", o qual é muito belo, potente e aparentemente confortável. Estes tipos de agudo na voz dela soam cristalinos e retomam algumas de suas notas altas dos álbuns antigos que, por mais "finas" que sejam, não soam enjoadas. Já o de "Aleluia de Handel", que é a mesma nota e, também em voz de cabeça, é muito bom, mas não soa de tão fácil alcance, principalmente se ouvirmos sua gravação original, sem a edição. Não estou dizendo que esta canção épica dela é ruim ou o agudo é mal emitido, porque ele é muito bom, falo quanto à emissão que parece ser mais fácil para ela, talvez o fator sustentação tenha influenciado muito. Portanto, creio que se Ana explorasse mais esse lado poderia tirar altas notas em voz de cabeça, notas como Mi 6, etc. O que seria bastante interessante, mas creio que ela não o faz por causa do estilo do Diante do Trono.
     Lembro que li em algum lugar ou alguém me falou sobre ela ter estudado canto lírico nos Estados Unidos. Não sei a veracidade de tais informações, entretanto, questiono-as pois não acho que ela soa potente o suficiente quando canta canções com impostação lírica, como é o caso de alguns trechos de "Aleluia de Handel" (momentos em que ela "perde" o vibrato") "Roni, Roni, Bat Zion", etc. Não estou dizendo que estas notas soam ruins, mas sim, que não soam com técnica, potência e emissão apropriadas para serem tidas por "notas líricas". Talvez Ana tenha apenas tido noções de Música Clássica e não um estudo aprofundado (se for verdade que estudou isso), o que não seria suficiente, sabendo que essas técnicas são de difícil domínio.
     Derrubando as críticas quanto à técnica vocal dela, podemos destacar a respiração. Mas como assim? Um dos principais problemas dela não seria esse por viver cantando e pulando e tudo mais? Pelo que podemos perceber, não. Ao menos quando canta sem tanta movimentação no palco, tem um controle bem preciso de sua respiração. Exemplo disso é a sustentação de 15 segundos que ela faz da sequência: Mi 5 - Dó5 - Fá5- Mi 5, ao vivo na canção "Aleluia (Finlandês)". Sendo esta sua nota mais longa demonstrada, ao menos das que tenho notícia. Não é fácil sustentar uma nota por tanto tempo, ainda mais em um show no qual, ela, como de costume, se empolga, ministra e tudo mais.

     Não é novidade para quem acompanha o trabalho do Diante do Trono que ela vem enfrentando dificuldades vocais deste a gravação do álbum "Sol da Justiça" e, mais recentemente, na gravação do álbum "Renovo". Estaria Ana Paula com a voz comprometida? Eu cheguei a pensar que sim, porém, quando vi a boa performance dela no álbum de 2012, "Creio", pensei que fosse apenas uma gravação num dia ruim o que ocorrera no álbum de 2011. Apesar de continuar achando que ela não está com problemas vocais, creio que se as coisas continuarem como estão ela desenvolverá algo que a prejudique bastante, pois suas falhas na voz durante a canção "Porque Te Amo" demonstraram uma voz que está se desgastando mediante uso demasiado. O que ela precisa, é de um descanso para minimizar essa fadiga vocal. Mas, lançando álbum por cima de álbum, fica difícil.
      Agradar a todos é impossível e Ana Paula, mesmo sendo este ícone do gospel brasileiro, nunca o conseguirá. Entretanto, uma coisa é fato, talento ela tem. Toda sua extensão demonstrada é ao vivo e embora haja edições nas gravações oficiais, já vi muitas performances em vídeos amadores nos quais ela faz bem seus agudos e graves, além daquela nota muito bem sustentada, em voz de cabeça, citada anteriormente aqui. A voz dela é aguda e, algumas vezes, meio anasalada, mas isso não tira dela sua beleza. Enfim, para os "não fãs", gostemos ou não da voz, do estilo, das "loucuras" que faz no palco, musicalmente falando, ela é muito boa ao que se propõe.

Dicas de Músicas: Casa de Oração; Quero Me Apaixonar; Aleluia de Handel; Da Vida o Amor; Manancial; Preciso de Ti; Quero Subir; Dad A Jehová; Aleluia (Finlandês); Canção de Apocalipse; O Espírito e A Noiva Dizem Vem.


https://www.facebook.com/extensaovocal

Reações:

10 comentários:

  1. http://www.youtube.com/watch?v=mA9P6LDn9-0&feature=youtu.be esculta porfavor e me da umas dicas, o que ficou bom ou ruim, se continuo cantando ou paro. Gravei com microfone de dvd em um programa do pc. Descubri a pouco tempo que sou 1° tenor por um professor, mas tenho minhas duvidas. me ajuda se poder. Abraço fera!

    ResponderExcluir
  2. OI JOATAN, ANTES QUE VOCÊ ME PROCESSE, QUERO QUE SAIBA QUE EU ADMIRO MUITO O SEU BLOG, QUE O LEIO SEMPRE QUE POSSO.
    ENTÃO, VAMOS AO ASSUNTO DRAMÁTICO.
    TIPO ASSIM, EU ESQUECI DE PEDIR A SUA AUTORIZAÇÃO, MAS PEGUEI UM DE SEUS QUADROS E ADAPTEI PARA O TUMBLR...
    CASO ISSO TE DESAGRADE, EU RETIRO O QUADRO TÁ?
    AH, E EU ESCREVI O SEU NOME ERRADO SEM QUERER QUANDO PEGUEI UMA CITAÇÃO SUA..


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixe ao menos eu ver o link rs
      Vc citando a fonte (no caso, meu blog rs), nao tem pro =]

      Excluir
    2. http://musicds.tumblr.com/ como eu ainda to no comecinho, tem pouquíssimos posts...(na verdade só tem 4) ...

      Excluir
    3. Curti, viu? Tua page la do tumblr :D

      Excluir
  3. Olá Joatan, sou novo aqui no blog, mas acompanho seu canal no youtube ja algum tempo... Queria te parabenizar e dizer que sou fã do seu trabalho!
    Gostaria de pedir pra vc fazer analise vocal da cantora Elaine de Jesus...

    E tirar uma duvida, seria possivel um contralto alcancar Whistler Register? Agradeco desde já!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obg :D
      Eh possivel sim, ateh baixo pode fazer >.<
      Procura no meu canal o video da Aline Santana, ela faz um F6 em whistle no vocal range dela =]

      Excluir
    2. Farei analise da Elaine sim, ah, e Aline q eu falei ai eh uma cantora q eh contralto

      Excluir
  4. Parabéns pela análise, fico feliz que você, que tem grande conhecimento técnico, tenha apontado os deslizes de Ana, que eu, leiga, percebi. Imagino que ela tenha talento (embora seus exageros não me deixem ver seu talento), mas se ela não pecasse nos excessos suas performances seriam bem melhores. Realmente, não se pode agradar a todos, mas ela desagrada a muita gente.

    ResponderExcluir